APICCAPSAPICCAPSAPICCAPS
Facebook Portuguese Shoes APICCAPSYoutube Portuguese ShoesAPICCAPS

Desemprego: aumento de 34% desde maio

Desemprego: aumento de 34% desde maio

23 Jun, 2020

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego portugueses aumentou 34% em maio face ao mesmo mês do ano anterior.  Segundo o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) a taxa aumentou 4,2% comparando com abril de 2020.

No final de maio, estavam registados nos serviços de emprego 408 mil desempregados, número que representa 75,1% de um total de 544.351 pedidos de emprego. De acordo com o IEFP, o total de desempregados aumentou em 103.763 (mais 34%) em termos homólogos e em 16.611 (mais 4,2%) em relação ao mês anterior.
Números semelhantes foram registados em janeiro de 2018, quando se registaram 415 mil inscritos no Instituto. Este disparo no número de inscritos no fundo de desemprego, acontece no mês em que Portugal deixou o estado de emergência e passou ao estado de calamidade e ao levantamento gradual das medidas de confinamento.
Para a subida do desemprego “contribuíram todos os grupos do ficheiro de desempregados, com destaque para as mulheres, os adultos com idades iguais ou superiores a 25 anos, os inscritos há menos de um ano, os que procuravam novo emprego e os que possuem como habilitação escolar o secundário”, afirma o IEFP.
Por grupos profissionais, os mais representativos são os “trabalhadores não qualificados” (25,4%), seguindo-se os “trabalhadores dos serviços pessoais, de proteção segurança e vendedores” ((21,6%), "pessoal administrativo" (11,7%), "trabalhadores qualificados da indústria, construção e artífices" (11,5%) e "especialistas das atividades intelectuais e científicas"(9,3%).
Portugal acima da média
Apesar do cenário recente ser preocupante, Portugal registou uma taxa de emprego de 76,1% em 2019, acima do objetivo de desenvolvimento. A taxa tem vindo a crescer desde 2013, altura em que atingiu o mínimo de 65,4%, tendo, em 2019, chegado aos 76,1%, acima da média da União Europeia (UE 73,1%) e da meta de 75% dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.
De acordo com o relatório sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com dados referentes a 219, a taxa de emprego ( que se inclui no objetivo do crescimento económico e boas condições de trabalho) em Portugal está em 13.º lugar na tabela dos 27 Estados-membros (UE 73,1%). Esta lista é liderada pela Suécia, com uma taxa de 82,1% de emprego e encerrada pela Grécia com 61,2%.
Ainda assim a nível europeu, nove Estados-membros ficaram aquém da meta fixada para 2020 de ter uma taxa de emprego de pelo menos 75%.
Segundo a avaliação realizada pela Comissão Europeia, a nível global, houve um progresso moderado no progresso global deste objetivo de desenvolvimento sustentável.


The latest ones