APICCAPSAPICCAPSAPICCAPS
Facebook Portuguese Shoes APICCAPSYoutube Portuguese ShoesAPICCAPS

Estado fica com 72,5% da TAP

Estado fica com 72,5% da TAP

3 Jul, 2020

Governo chegou a acordo com os privados


O Governo chegou a acordo com os acionistas privados da TAP, passando a deter 72,5% do capital da companhia aérea, por 55 milhões de euros.
“De forma a evitar o colapso da empresa o Governo optou por chegar a acordo por 55 milhões de euros”, referiu o ministro das Finanças, João Leão.
O Estado, que detinha 50% da companhia aérea, aumenta a participação na TAP para os 72,5%, com a aquisição da participação (de 22,5%) até agora detida por David Neeleman. Humberto Pedrosa, um dos acionistas privados da TAP detém agora 22,5% e os trabalhadores os restantes 5%.
“O Estado passa assim, a ficar com 72,5% do capital do grupo TAP, assegurando o controlo da empresa. Desta forma, consegue-se desbloquear o empréstimo à TAP, e evitar a falência de uma empresa essencial para o País”, sublinhou João Leão.
Com este acordo, “o Estado passa a ter um papel determinante na TAP, assegurando a gestão adequada do empréstimo”, sendo “obrigação do Estado, enquanto acionista principal, assegurar a preservação do valor da transportadora aérea nacional e salvaguardar a sua posição estratégica para o País”.

O ministro das Infraestruturas e da Habitação anunciou que o presidente executivo da TAP Antonoaldo Neves vai ser substituído “de imediato”. Pedro Nuno Santos anunciou ainda que o Governo vai contratar uma empresa para procurar no mercado internacional uma equipa de gestão qualificada para a TAP.
O responsável pela pasta das infraestruturas lembrou a importância da companhia aérea para Portugal. “É importante que todos tenhamos consciência de que a TAP é um dos maiores exportadores nacionais (2,6 mil milhões de euros em 2019), é a companhia aérea que mais turistas traz para Portugal, gera mais de 10 mil postos de trabalho diretos e, pelo seu impacto na economia, mais de 100 mil indiretos, e compra anualmente 1,3 mil milhões de euros a mais de três mil empresas nacionais”. Assim sendo, continuou “o prejuízo da perda da TAP ultrapassaria largamente o esforço que teremos de fazer para a manter”.

The latest ones