APICCAPSAPICCAPSAPICCAPS
Facebook Portuguese Shoes APICCAPSYoutube Portuguese ShoesAPICCAPS

Tempestade sem precedentes nos EUA

Tempestade sem precedentes nos EUA

30 Apr, 2020

Os EUA vivem um momento sem precedentes. O impacto da pandemia é profundo, tendo já sido ultrapassada a meta psicológica do milhão de infetados. Há, porém, outro sinal relevante: o número de óbitos ultrapassa, já, as vítimas mortais do Vietname
 
 No plano económico, ainda está por detalhar o impacto do novo coronavirus. Todos os sinais parecem, em todo o caso, indicar uma recessão à escala mundial. “Nunca vimos nada assim. Este tempo só pode ser comparado com Grande Depressão e com pandemia de gripe de 1918”, considera Matt Priest, Presidente e CEO da Footwear Distributors & Retailers of America (FDRA), em declarações ao World Footwear.
 
Nos EUA, o retalho enfrenta restrições nunca vistas. Matt Priest lembra o começo do ano (2020) com perspetivas de expansão para números recorde, que agora está completamente revertido. “A procura por calçado entrou em colapso nas últimas semanas, com milhares de lojas fechadas e um elevado número de trabalhadores dispensados ou demitidos”, acrescenta Matt. Embora os números da associação apontem para um crescimento nas vendas de comércio eletrônico de calçado, essa melhoria não é suficiente para compensar o acentuado declínio no retalho. A FDRA está a prever que a procura de calçado nos EUA contraia a um ritmo recorde de dois dígitos.

A produção de calçado também foi severamente impactada devido ao colapso da procura agregada e às restrições de distanciamento social. De acordo com o Federal Reserve, em março a produção industrial de roupa e artigos de couro caiu para o nível mais baixo já registado. “Com estes dados mais recentes, e uma vez que a pandemia só agora começou a ganhar força nos EUA, é expetável que a produção caia nos próximos meses”.

As autoridades americanas aplicaram ordem de permanência em casa em 43 estados, representando mais de 90% da população dos EUA. A maioria destas medidas foi anunciada a nível estadual e muitos retalhistas e fabricantes de calçado decidiram limitar temporariamente os negócios por conta própria.

A indústria de calçado está a sofrer um grande golpe nesta crise, com fortes quedas na oferta e na procura, o que alimentará outro conjunto de problemas. Por fim, uma procura muito menor de calçado pode afetar drasticamente a produção, o emprego e até a viabilidade do fabricante-retalhista.

The latest ones