APICCAPSAPICCAPSAPICCAPS
Facebook Portuguese Shoes APICCAPSYoutube Portuguese ShoesAPICCAPS

Um problema mundial chamado Aldo

Um problema mundial chamado Aldo

8 May, 2020

Segundo a Footwear News, Aldo Group Inc., um dos maiores retalhistas de calçado do mundo, está em queda, e em perigo de falência. O grupo com sede no Canadá, criado em 1972, solicitou um acordo de credores no Tribunal Superior de Quebec. O mesmo procedimento foi iniciado nos Estados Unidos e dever-se-á a seguir na Suiça nos próximos dias.

“A Aldo é uma das principais marcas de calçado e acessórios de moda do mundo, com um sólido histórico de crescimento durante quase meio século. Não é segredo que o setor do retalho sofreu mudanças rápidas e significativas nos últimos anos”, sublinhou David Bensadoun, CEO da Aldo Group. “Estávamos a evoluir num modelo de transformação dos nossos negócios para enfrentar esses desafios; não contávamos, porém, com o impacto que a pandemia da COVID-19 colocaria nos nossos negócios e nos nossos fluxos de tesouraria”.

Em comunicado, o Grupo Aldo anunciou que lhe “foi concedida uma ordem de proteção (a seu favor) no Canadá, de acordo com a Lei Companies’ Creditor Arrangement Act“(CCAA). O Grupo ALDO submeteu-se ainda ao capítulo  15 nos Estados Unidos e entrará com um processo de reorganização semelhante na Suíça”.
 
Em termos práticos, de acordo com a Aldo “a CCAA é uma lei canadense que facilita a reestruturação de empresas devedoras e facilita compromissos e acordos entre empresas devedoras e os seus credores”.A lei permite, nomeadamente, “que as empresas reestruturarem as operações, continuando a operar no dia a dia com continuidade e estabilidade”.

O grupo canadiano sublinha, ainda, que “os processos não são de falência e a intenção das empresa é reestruturar e chegar a um acordo com seus credores, a fim de continuar como uma empresa em funcionamento, sem interrupção”. “Os processos de reorganização facilitam esse processo, fornecendo uma estrutura para a negociação com os credores e proibindo certas ações que podem ser prejudiciais para as empresas ou suas operações enquanto a reestruturação progride”, continuou, Nesse sentido, “a CCAA e procedimentos semelhantes procuram equilibrar os interesses das partes interessadas e, entre outras coisas, sujeitarão as operações da ALDO a uma supervisão pelo Tribunal e proibirão certas ações dos credores (como a proibição de cancelamento de acordos por partes contratantes; reivindicar uma aceleração de pagamentos; ou iniciar um processo contra a ALDO, seus ativos ou operações)”.

Outros exemplos

A Aldo não é, porém, o único grupo de retalho a entrar em falência em plena pandemia. Depois de semanas de especulação, também o Neiman Marcus Group estará em queda, juntando-se à J.Crew, que se tornou a primeira grande cadeia de retalho dos EUA a pedir falência. Nas últimas semanas, várias outras cadeias de retalho norte-americanos como JCPenney e Lord + Taylor foram manchete por processos similares .

The latest ones